sábado, 30 de abril de 2011

MENSAGEM SUBLIMINAR

 O site argentino Zonajobs utiliza o humor para falar sobre desemprego. Neste caso, uma apresentação de Power Point gera desconforto por suas mensagens nada sutis a respeito de diversos diretores de departamento da empresa em que trabalhava o mais novo desempregado do país.




MMO e a PÁSCOA SOLIDÁRIA em vídeo -



Um vídeo super-legal produzidos pelos alunos do 1o. Ano do Ensino Médio da ESCOLA ESTADUAL PROF. MARIO MARQUES DE OLIVEIRA.
Parabéns pela iniciativa e envolvimento de todos nesse projeto!!
Vídeo produzido por:

ISABELA TARIFA, LARISSA PEREIRA, LETÍCIA MENDES, MATEUS NUNES e DANIELA CASAGRANDE.
Um grande abraço do Professor MARCOS ROSA

video

domingo, 24 de abril de 2011

DEUSES DA MITOLOGIA para o MMO


Afrodite, Apolo, Eros, Baco, Dionísio, Zeus, Midas, Ártemis, Narciso, etc...

Afrodite- deusa grega do amor, da beleza e da fertilidade, identificada posteriormente, com a deusa romana Vênus. O seu culto foi importado do Oeste da Ásia, muito provavelmente da Ilha de Chipre.

Apolo- filho de Zeus e da titã Leto. Estava relacionado a medicina, música, poesia e a profecia, além de ser o protetor dos rebanhos era também o deus da agricultura, do gado, da luz e da verdade.

Eros- deus grego do amor, também conhecido como cupido(amor em latim), era filho de Afrodite e seu companheiro constante. Apesar de sua excepcional beleza, seu culto tinha modesta importância. Com seu arco ele disparava flechas de amor nos corações dos deus e dos humanos.

Baco- foi o 13º. deus do Olimpo. Na Grécia ele tinha o nome de Dionísio e, quando foi adotado pelos romanos, recebeu o nome de Baco. Os antigos pretendiam com o culto a Baco que ele propiciasse uma boa colheita de uvas que daria uma boa safra de vinhos. Nas festas era servida uma grande quantidade de vinhos entre homens e mulheres e eles bebiam e ficavam bastante alegres e desinibidos. As roupas acabavam sendo aos poucos deixadas de lado juntamente com as inibições dando lugar à uma completa satisfação de todos os desejos.

Dionísio- deus do vinho, da alegria e da vegetação, que mostrou aos mortais como cultivar as videiras e fazer vinho. Foi identificado junto aos romanos como Baco. Filho de Zeus, Dionísio e caracterizado como o deus da vegetação – especificamente das arvores frutíferas – ele frequentemente é representado em vasos bebendo em um chifre e com ramos de videira e também é caracterizado como uma alegre divindade cujos mistérios inspiram a adoração ao êxtase e o culto às orgias.

Zeus- deus do céu e regente dos deuses do Olimpo. Zeus corresponde ao deus Júpiter romano. A imagem de Zeus era representada na escultura como a figura de um rei barbado.

Narciso- a lenda de Narciso, surgida da superstição grega sendo a qual contemplou a sua própria imagem refletida num espelho d’agua se apaixonou pela sua própria imagem e ao contempla-la atirou-se ao rio sendo consumido,  transformando-se numa flor. No dia de seu nascimento, um adivinho vaticinou que Narciso teria vida longa desde que jamais contemplasse a sua própria imagem. Na psiquiatria particularmente na psicanálise, o termo narcisismo designa a condição mórbida do individuo que tem interesse exagerado pela sua própria pessoa.

Midas- outro deus grego, que obteve de Dionisio virtude de transformar em ouro tudo em que tocasse. Daí por diante, até seu alimento se convertia no precioso metal, tocava em arvores, animais, frutas e maravilhado, via que tudo se transformava em ouro. Pouco tempo depois ficou desesperado e suplicou a Dionísio que o livrasse daquela maldição. Dionísio então ordenou que Midas fosse até o rio e lavasse a cabeça na nascente; assim ficaria livre do encanto.

Ártemis- deusa grega da caça, dos bosques e dos animais selvagens. Provavelmente, foi uma deusa caçadora de origem pré-helênica. Irmã gêmea de Apolo, foi considerada a amiga e protetora das mulheres, especialmente as jovens.

sexta-feira, 22 de abril de 2011

JESUS - O verdadeiro sentido da Páscoa.



A Páscoa é uma festa cristã que celebra a ressurreição de Jesus Cristo. Depois de morrer na cruz, seu corpo foi colocado em um sepulcro, onde ali permaneceu, até sua ressurreição, quando seu espírito e seu corpo foram reunificados. É o dia santo mais importante da religião cristã, quando as pessoas vão às igrejas e participam de cerimônias religiosas.


ORIGEM E SIGNIFICADO DA PÁSCOA




......A origem da celebração da Páscoa está na história judaica relatada na Bíblia, no livro chamado “Êxodo”. Êxodo significa saída, e é exatamente a saída dos judeus do Egito que esse livro relata.




Quando Ramsés II, rei do Egito, subiu ao trono, apavorou-se com o crescimento do povo de Israel, achando que esse crescimento colocava em risco o seu poder. Essa preocupação, deu início a uma série de ordens e obras levaram os judeus a um período de grande sofrimento.




......Conta a Bíblia que Deus, vendo o que se passava com seu povo, escolheu Moisés para tirá-los dessa situação, dando a ele os poderes necessários para o cumprimento da missão. Na semana em que o povo de Israel iniciou sua jornada para sair do Egito, Deus ordenou que só comessem só pão sem fermento e no último dia, quando finalmente estariam fora do Egito seria comemorada a primeira Páscoa, sendo esse procedimento celebrado de geração em geração.




......Essa celebração recebeu o nome de Pessach, que em judaico significa passagem, nesse caso da escravidão à liberdade. Daí surgiu a palavra Páscoa.



......Jesus Cristo deu novo significado à Páscoa. Ele trouxe a “boa-nova”, esperança de uma vida melhor, trouxe a receita para que o povo se libertasse dos sofrimentos e das maldades praticadas naquela época.




......A morte de Jesus Cristo representa o fim dos tormentos. A sua ressurreição simboliza o início de uma vida nova, iluminada e regrada pelos preceitos de Deus.




......O domingo de Páscoa marca a passagem da morte para a vida, das trevas para a luz.




......Hoje, o domingo de Páscoa representa uma oportunidade de fazermos uma retrospectiva em nossas vidas, e estabelecermos um ponto de recomeço, de sermos melhores, de sairmos do "Egito". 


A DATA DA PÁSCOA




......A Páscoa é comemorada no domingo seguinte à primeira lua cheia da primavera, ou seja, depois de 21 de março. Por isso, a celebração ocorre sempre entre 22 de março e 24 de abril. A partir dessa data, é que fica estabelecido período de 46 dias,conhecido como Quaresma, que vai da Quarta-Feira de Cinzas até o Domingo de Páscoa.




......celebração da Páscoa dura cerca de 50 dias. Tem início no Domingo da Ressurreição e se estende até o fim de Pentecostes, quando se relembra a descida do Espírito Santo sobre os Apóstolos, sob a forma de línguas de fogo.

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Tom Vinícius Toquinho e Miúcha 12 - A Felicidade

Show antológico gravado em 18 de outubro de 1978 em Milão, na Itália, com a dupla Jobim e Vinícius, acompanhada pelo violão de Toquinho e pela voz de Miúcha (que para os que não sabem, é irmã do Chico Buarque).
Passei todos os clipes direto do DVD e resolvi dividir com o pessoal. Inclusive deixei as legendas para o pessoal acompanhar as falas em italiano, e pra gringaiada tentar cantar junto =]
Quaisquer cortes repentinos entre uma música e outra não é culpa minha, é a divisão de capítulos do próprio dvd. Divirtam-

se!


INCLUSÃO? Me inclua nessa.

As pessoas precisam entender que as crianças com necessidades especiais não estão doentes. Elas não procuram uma cura, apenas aceitação. Esta é a semana da educação especial. Noventa e três por cento das pessoas não vão copiar e colar este texto. Que tal fazer parte dos sete por cento e deixá-lo no seu mural por, pelo menos, uma hora?...


A inclusão é uma inovação, cujo sentido tem sido muito distorcido e um movimento muito polemizados pelos mais diferentes segmentos educacionais e sociais. No entanto, inserir alunos com déficits de toda ordem, permanentes ou temporários, mais graves ou menos severos no ensino regular nada mais é do que garantir o direito de todos à educação - e assim diz a Constituição !
Toda criança precisa da escola para aprender e não para marcar passo ou ser segregada em classes especiais e atendimentos à parte. A trajetória escolar não pode ser comparada a um rio perigoso e ameaçador, em cujas águas os alunos podem afundar. Mas há sistemas organizacionais de ensino que tornam esse percurso muito difícil de ser vencido, uma verdadeira competição entre a correnteza do rio e a força dos que querem se manter no seu curso principal.Um desses sistemas, que muito apropriadamente se denomina "de cascata", prevê a exclusão de algumas crianças, que têm déficits temporários ou permanentes e em função dos quais apresentam dificuldades para aprender.
Esse sistema contrapõe-se à melhoria do ensino nas escolas, pois mantém ativo, o ensino especial, que atende aos alunos que caíram na cascata, por não conseguirem corresponder às exigências e expectativas da escola regular.




PRÔ no Programa do JÔ



TAMANHO É DOCUMENTO?

"Esse assunto é tabú para muitos.
Uma aluna minha perguntou no PROGRAMA ALTAS HORAS se o tamanho do pênis do homem tinha a ver com o tamanho das mãos....
Vi essa matéria no site e resolvi publicar aqui.
Confira!!"



Especializado em infográficos, o site Target Map preparou essa curiosa (oi?) estatística sobre o tamanho do pênis em todo o mundo. O tamanho médio do órgão sexual masculino nos países pesquisados parece confirmar algumas crenças populares. Africanos estão nos primeiros lugares e os asiáticos nos últimos.

Os maiores
  • Congo (17,93 cm)
  • Equador (17,59 cm)
  • Gana (17,12 cm)
  • Colômbia (17,03 cm)
  • Venezuela (17,03 cm)
Os menores
  • Coreia do Sul (9,66 cm)
  • Camboja (10,04 cm)
  • Tailândia (10,16 cm)
  • Índia (10,24 cm)
  • Myanmar [ou Burma] (10,7 cm)
Os brasileiros estão entre os 20 primeiros, com média de 16,1 cm.
O Target Map também preparou mapas comparativos do número de medalhas olímpicas e sobrepôs aos dados sobre o tamanho do pênis. Fez o mesmo com a média de QI.
Em muitos casos, o panorama aparece invertido, com os asiáticos ocupando os primeiros lugares e os africanos, os últimos. Seria alguma espécie de mecanismo de compensação? #dúvida

"SABER O QUE É CERTO E NÃO FAZÊ-LO É A PIOR DAS COVARDIAS" (Confúcio).

Depois da SANDY, a DILMA


Acessem o blog de meu amigo PAVARINI.
O blog desse cara é imperdível.
www.pavablog.com

MMO e a PÁSCOA SOLIDÁRIA 2011

Galera do MMO/2011 mais uma vez marcou presença na PÁSCOA SOLIDÁRIA com uma participação para lá de legal.
Valeu galera!!
Parabéns pelo envolvimento, afeto e dedicação.
Abrax

‎"A arte perturba os satisfeitos e satisfaz os perturbados” - Witold Gombrowicz (1904-1969)


UNIP Paraíso em Aula no Estúdio com modelos.



Alguns resultados da aula prática de Produção Fotográfica com os alunos do curso de FOTOGRAFIA DIGITAL do campus Paraíso.
Modelos:
- FLÁVIA DUTRA
- SILVIA SANTOS

UNIP - Marquês em aula de Laboratório P&B


Aula de Fotograma na disciplina de REGISTRO VISUAL E SONORO - alunos do curso de DESIGN GRÁFICO de campus Marquês São Vicente.

A VERDADEIRA AMIZADE

video

GALERA DA UNIP Marginal Pinheiros

Fotos da galera do curso de Fotografia Digital de campus Marginal Pinheiros após a realização de um ensaio fotográfico sob a supervisão do professor Marcos Rosa.



terça-feira, 19 de abril de 2011

DIA 19 DE ABRIL - dia do Indío (PARABÉNS)



Essa é a homenagem do grande mestre
JORGE BEN JOR. 
Salve Jorge!!










Vencedores do Prêmio Pulitzer de Fotografia 2011

Os vencedores do Pulitzer 2011, o principal prêmio de literatura, jornalismo e artes dos Estados Unidos foram divulgados no dia 18 de abril, na cidade de Nova York. O prêmio foi criado em 1917 com o falecimento de Joseph Pulitzer, que deixou dinheiro para começar o curso de jornalismo na universidade, em 1912. Apenas matérias e fotografias publicadas por jornais nos Estados Unidos são eligíveis pelo prêmio de jornalismo. Nesta edição, os fotógrafos Carol Guzy, Nikki Khan e Ricky Carioti, do jornal Washington Post, venceram a categoria de fotojornalismo com a cobertura do terremoto que assolou o Haiti, em janeiro de 2010. Na categoria ensaio fotográfico a vencedora foi Barbara Davidson, do jornal Los Angeles Times, com um trabalho sobre vítimas inocentes do fogo cruzado entre gangues de Los Angeles.

Criança ferida no terremoto do Haiti. Fotografia vencedora do Prêmio Pulitzer, do jornal "Washington Post". Haiti, janeiro de 2010


Bebê resgatado após terremoto no Haiti. Fotografia vencedora do Prêmio Pulitzer, do jornal "Washington Post". Haiti, janeiro de 2010
Pés de vítima do terremoto no Haiti. Fotografia vencedora do Prêmio Pulitzer, do jornal "Washington Post". Haiti, janeiro de 2010.


Jamiel Shaw Sr. se ajoelha diante do caixão de seu filho durante o funeral. Fotografia de Barbara Davidson, do jornal "Los Angeles Times", vencedora do Prêmio Pulitzer com fotos de vítimas inocentes do fogo cruzado 
entre gangues de Los Angeles. EUA, 2010


Casal de mãos dadas caminha entre os destroços após terrmoto no Haiti. Fotografia vencedora do Prêmio Pulitzer, do jornal "Washington Post". Haiti, janeiro de 2010

segunda-feira, 11 de abril de 2011

FILTROS FOTOGRÁFICOS

Um filtro fotográfico é um acessório de câmera fotográfica ou de vídeo que possibilita o manejo de cores e/ou a obtenção de efeitos de luz pela sua inserção no caminho ótico da imagem.http://pt.wikipedia.org/wiki/Filtro_fotogr%C3%A1fico.

Finalidade dos filtros
A finalidade básica dos filtros fotográficos é a de filtrar a luz adequando-a às características do filme ou sensor de imagem.
Algumas poucas situações exigem o emprego do filtro.
fotografia a altas altitudes (dois mil metros ou mais);
fotografia à sombra tirada ao meio-dia;
fotografia à contra-luz com sol baixo;
presença de reflexos indesejáveis (na superfície da água, de uma vitrine).
A presença de luz mista às vezes é inevitável ou até mesmo necessária. Nesta situação os estúdios fotográficos, ou de cinema e TV fazem uso de filtros de gelatina em folhas para aplicar, não na direção da câmera, mas na direção da fonte de luz, como em janelas e refletores de luz.[2]
Para fotógrafos exigentes, o efeito de um filtro varia de conforme a objetiva utilizada, ou de acordo com o modelo da câmera, no caso de câmeras compactas. Além disso, nem sempre o emprego do filtro leva a resultados sensivelmente melhores, sendo necessário tirar uma foto com filtro e outra sem filtro para notar a diferença.
Tanto para fotógrafos profissionais como para amadores exigentes, o filtro fotográfico é considerado útil para proteção do equipamento, evitando danos à lente da objetiva.

SOMOS POUCO, MAS AINDA SOMOS ALGUNS. NÃO PODEMOS FAZER TUDO, MAS AINDA PODEMOS FAZER ALGUMA COISA. E NÃO É QUE NÃO PODEMOS FAZER TUDO, QUE VAMOS DEIXAR DE FAZER TUDO QUE PODEMOS.

A DIFERENÇA ENTRE O FRACASSO E O SUCESSO ESTÁ NA ATITUDE PERANTE AQUILO QUE ACONTECE.

UNIP Tatuapé - Aula externa




Photos by LAYS SALLES

Aconteceu no dia 23/03/11 uma saída técnica com os alunos do curso de Fotografia Digital - campus Tatuapé.
Sob o tema "Luzes da Cidade", eles puderam explorar a iluminação das ruas, prédios e casarões do Centro Velho da cidade de São Paulo com resultados surpreendentes.
Essa aula externa acrescentou aos participantes uma experiência ímpar, onde puderam captar belíssimas imagens e ângulos onde nunca tinham manifestados.
Valeu galera!!



domingo, 10 de abril de 2011

Quem é o melhor parceiro para o ADRIANO no CORINTHIANS?

SEEDORF x SMIRNOF



A HISTORIA DO CINEMA

A história do cinema

Jogos de sombras – Surge na China, por volta de 5.000 a.C. É a projeção, sobre paredes ou telas de linho, de figuras humanas, animais ou objetos recortados e manipulados. O operador narra a ação, quase sempre envolvendo príncipes, guerreiros e dragões.
O desenho e a pintura foram as primeiras formas de representar os aspectos dinâmicos da vida humana e da natureza, produzindo narrativas através de figuras. O jogo de sombras do teatro de marionetes oriental é considerado um dos mais remotos precursores do cinema.
Experiências posteriores como a câmara escura e a lanterna mágica constituem os fundamentos da ciência óptica, que torna possível a realidade cinematográfica.

Jogos de sombras – Surge na China, por volta de 5.000 a.C. É a projeção, sobre paredes ou telas de linho, de figuras humanas, animais ou objetos recortados e manipulados. O operador narra a ação, quase sempre envolvendo príncipes, guerreiros e dragões.

Câmara escura – Seu princípio é enunciado por Leonardo da Vinci, no século XV. O invento é desenvolvido pelo físico napolitano Giambattista Della Porta, no século XVI, que projeta uma caixa fechada, com um pequeno orifício coberto por uma lente. Através dele penetram e se cruzam os raios refletidos pelos objetos exteriores. A imagem, invertida, inscreve-se na face do fundo, no interior da caixa.

Lanterna mágica – Criada pelo alemão Athanasius Kirchner, na metade do século XVII, baseia-se no processo inverso da câmara escura. É composta por uma caixa cilíndrica iluminada a vela, que projeta as imagens desenhadas em uma lâmina de vidro.
Para captar e reproduzir a imagem do movimento são construídos vários aparelhos baseados no fenômeno da persistência retiniana (fração de segundo em que a imagem permanece na retina), descoberto pelo inglês Peter Mark Roger, em 1826. A fotografia, desenvolvida simultaneamente por Louis-Jacques Daguerre e Joseph Nicéphore Niepce, e as pesquisas de captação e análise do movimento representam um avanço decisivo na direção do cinematógrafo.

Fenacistoscópio - O físico belga Joseph-Antoine Plateau é o primeiro a medir o tempo da persistência retiniana. Para que umas séries de imagens fixas dêem a ilusão de movimento, é necessário que se sucedam à razão de dez por segundo.
Em 1832, Plateau inventa um aparelho formado por um disco com várias figuras desenhadas em posições diferentes. Ao girar o disco, elas adquirem movimento. A idéia era apresentar uma rápida sucessão de desenhos de diferentes estágios de uma ação, criando a ilusão de que um único desenho se movimentava.

Praxinoscópio – Aparelho que projeta na tela imagens desenhada sobre fitas transparentes, inventado pelo francês Émile Reynaud (1877).
A princípio uma máquina primitiva, composta por uma caixa de biscoitos e um único espelho, o praxinoscópio é aperfeiçoado com um sistema complexo de espelhos que permite efeitos de relevo. A multiplicação das figuras desenhadas e a adaptação de uma lanterna de projeção possibilitam a realização de truques que dão a ilusão de movimento.

Fuzil fotográfico – Em 1878 o fisiologista francês Étienne-Jules Marey desenvolve o fuzil fotográfico: um tambor forrado por dentro com uma chapa fotográfica circular. Seus estudos se baseiam na experiência desenvolvida, em 1872, pelo inglês Edward Muybridge, que decompõe o movimento do galope de um cavalo. Muybridge instala 24 máquinas fotográficas em intervalos regulares ao longo de uma pista de corrida e liga a cada máquina fios que atravessam a pista. Com a passagem do cavalo, os fios são rompidos, desencadeando o disparo sucessivo dos obturadores, que produzem 24 poses consecutivas.

Cronofotografia – Pesquisas posteriores sobre o andar do homem ou o vôo dos pássaros levam Étienne-Jules Marey, em 1887, ao desenvolvimento da cronofotografia a fixação fotográfica de várias fases de um corpo em movimento, que é a própria base do cinema.
Eadweard Muybridge removeu a captura do movimento do aparelho locomotor, através da cronofotografia, criando um sistema fotográfico onde diversas câmeras simultaneamente eram disparadas, a fim de estabelecer uma captura seqüencial de apreensão do corpo e o estudo do movimento.

Cinetoscópio – O norte-americano Thomas Alva Edison inventa o filme perfurado. E, em 1890, roda uma série de pequenos filmes em seu estúdio, o Black Maria, primeiro da história do cinema. Esses filmes não são projetados em uma tela, mas no interior de uma máquina, o cinetoscópio – também inventado por Edison um ano depois. Mas as imagens só podem ser vistas por um espectador de cada vez.

Cinematógrafo – A partir do aperfeiçoamento do cinetoscópio, os irmãos Auguste e Louis Lumière idealizam o cinematógrafo em 1895. O aparelho – uma espécie de ancestral da filmadora – é movido a manivela e utiliza negativos perfurados, substituindo a ação de várias máquinas fotográficas para registrar o movimento. O cinematógrafo torna possível, também, a projeção das imagens para o público. O nome do aparelho passou a identificar, em todas as línguas, a nova arte (ciné, cinema, kino etc.).

DOCUMENTÁRIO - Em 1896 os Lumière equipam alguns fotógrafos com aparelhos cinematográficos e os enviam para vários países, com a incumbência de trazer novas imagens e também exibir as que levam de Paris. Os caçadores de imagens, como são chamados, colocam suas câmeras fixas num determinado lugar e registram o que está na frente. A Inglaterra, O México, Veneza, A cidade dos Doges passam a integrar o repertório dos Lumière. Coroação do Czar Nicolau II, filmado em Moscou, é considerado a primeira reportagem cinematográfica.

FICÇÃO - Os rudimentos da narração e da montagem artística são desenvolvidos pelo americano Edwin Porter, em 1902, em Vida de um bombeiro americano, e consolidados, um ano mais tarde, com O grande roubo do trem, o primeiro grande clássico do cinema americano. O filme inaugura o western e marca o começo da indústria cinematográfica. Despontam, então, dois grandes nomes dos primórdios do cinema: Georges Méliès e David Griffith.
Georges Méliès (1861-1938), diretor, ator, produtor, fotógrafo e figurinista, é considerado o pai da arte do cinema. Nasce na França e passa parte da juventude desenvolvendo números de mágica e truques de ilusionismo. Depois de assistir à primeira apresentação dos Lumière, decide-se pelo cinema. Pioneiro na utilização de figurinos, atores, cenários e maquiagens, opõem-se ao estilo documentarista. Realiza os primeiros filmes de ficção – Viagem À Lua (Voyage dans la lune, Le / Voyage to the Moon - 1902) e A Conquista do Pólo (Conquête du pôle, La / Conquest of the Pole - 1912) – e desenvolve diversas técnicas: fusão, exposição múltipla, uso de maquetes e truques ópticos, precursores dos efeitos especiais.

MUSICA LINDA.

video

ENQUANTO A COR DA PELE DOS HOMENS FOR MAIS IMPORTANTE QUE O BRILHO DOS OLHOS, HAVERÁ GUERRA

Photo by OLIVIERO TOSCANI

QUEM TE FALA DOS DEFEITOS ALHEIOS, COM ALGUÉM FALA DOS TEUS.